Saúde

Sempre devemos ficar atentos à saúde do nossos cães e gatos, independente deles estarem consumindo ração ou alimentação natural. Aspectos básicos como a pelagem, escore corporal (que diz respeito à condição física), quantia de alimento consumido, fezes, ingestão de água e urina merecem a nossa atenção. Observá-los diariamente permitirá identificarmos qualquer alteração e nos fazer ligar o alerta e agendar uma consulta com o médico veterinário no momento certo.

Mas como saber se estes aspectos se mantêm saudáveis?

Pelagem: quando seu cão ou gato está saudável é fácil notar o brilho no pelame, sem falhas e sem pelos quebrados. O pelo deles é um ótimo indicativo de saúde. Portanto, alterações como queda excessiva, quebra excessiva, coceira e falhas, por exemplo, podem ser sinais de que algo está errado.

Escore corporal: comumente utilizado por Médicos Veterinários para avaliar a condição física geral do animal, este escore aponta se o pet está acima, abaixo ou com o peso adequado para o seu porte. É um item que pode ser monitorado em casa ao registrar o ganho, perda ou estabilidade do peso de seu animal. Um acréscimo ou queda de peso significativa é indicativo de que algo está acontecendo com seu animalzinho e talvez seja necessário um exame mais específico para definir o tratamento correto.

Quantia de alimento consumido: normalmente um cão ou um gato adulto costumam consumir uma porção média de alimento por dia. Alterações dessa porção habitual para mais ou para menos sem a modificar sua condição física são normais, mas qualquer alteração de sobrepeso ou emagrecimento brusco pode representar um problema que precisa ser investigado.

Fezes: as fezes tanto de pets que consomem ração como alimentação natural tendem a ser marrom escuras, firmes e com odor característico. Alterações na consistência (fezes amolecidas) podem ocorrer devido a mudança da dieta, resultado da alteração da microbiota intestinal. Alterações no aspecto (fezes amareladas, mais claras) também podem ser em decorrência de alguma mudança na alimentação ou ingestão de um alimento diferente. Entretanto, se animal apresentar alterações como esta, mas nenhum hábito alimentar foi mudado, recomendamos que investigue as causas!

Ingestão de água e urina: pets que consomem alimentação natural tendem a diminuir a ingestão de água, o que é normal devido à quantia de água que esse tipo de alimentação possui. No entanto, um ponto fundamental a se avaliar é com relação à urina. A coloração, volume, odor, número de vezes que seu pet faz são aspectos que o tutor pode avaliar em casa e compartilhar com o Médico Veterinário caso tenha alguma dúvida.

Observar o comportamento diário dos nossos bichinhos é prezar pela sua saúde e bem-estar. Levar seu pet ao veterinário após identificar os primeiros sintomas pode facilitar o diagnóstico e o tratamento. Entretanto, mesmo que seu cão ou gato esteja aparentemente saudável recomendamos que faça ao menos uma consulta anual como veterinário, para ter sempre uma avaliação atualizada e manter as vacinas em dia! Prevenir ainda é a melhor estratégia.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

Postar Comentário